O declínio drástico do número dos samaritanos israelitas em toda a Terra de Israel começou com o fracasso de suas três grandes rebeliões contra o governo bizantino.

O declínio nos números continuou também após o início dos regimes islâmicos na Terra de Israel e não cessou até o início do século XX EC.

O samaritano israelita declinou em seu número causado não apenas por perseguições externas, mas também por conta de lutas internas no povo Israelita Samaritano, entre a “corrente principal” representada pela casa do Sumo Sacerdote em Naplusa contra 9 seitas que foram retiradas ou rejeitadas pela  “corrente principal”.

Eles são chamados de “Dositinistas”, fizeram declinar o numero não menos do que seus inimigos de fora.

Essas seitas foram caracterizadas por costumes excepcionais dos costumes samaritanos israelitas baseados na Torá.

Algumas dessas seitas eram mais extremas em seus costumes do fluxo principal e alguns deles tinham costumes diferentes e estranhos entre eles e entre eles e o fluxo principal.

Alguns adoraram Shehmaa, ao negar parte dos mandamentos da Torá, e até alguns deles, não reconheceram a santidade do grande profeta Moisés.

No século VIII EC, durante a supressão dos califas de AlMamun e Al-Mansur, os filhos de Harun al-Rashid, as sinagogas da corrente principal do samaritano foram destruídas, e as sinagogas das seitas dissidentes, bem como das igrejas cristãs.

Os Dositinianos não sobreviveram a essas campanhas opressivas e desapareceram do palco da história.

Os Israelitas Samaritanos  partidários da “corrente principal” sobreviveram às opressões e, em menor número, continuaram a sobreviver e administrar sua vida religiosa especial, apesar da conversão de muitos samaritanos para o Islã, para salvar seus bens do confisco de alguns governantes muçulmanos.

A aparição dos cruzados no final do primeiro milênio EC até o século 12 mais prejudicou os Israelitas Samaritanos do que ajudou.

Suas sinagogas foram capturadas pelos muçulmanos durante o período mameluco, no século XIII.

O número de samaritanos se deteriorou constantemente.

Benyamim Tsedaka

Tradução livre
Ariel Haddad Ben Abraahm