Um curral de 7 leis

Por que “um curral de 7 leis” ?

Essa postagem intitulada “Um curral de 7 leis” assim nomeada pois nos inspiramos nas declarações e palavras do falecido rabino chefe sefaradi de Israel Ovadia Yosef que em um discurso de Pessach “comparou gentios a Resultado de imagem para rabino chefe Israel jumentojumentos” gerando mal estar na comunidade judaica.

Abaixo, podemos ler partes do polêmico sermão, que foi publicado no The Jerusalém Post (18-10-10), quando ele afirmou:

  • “os gentios nasceram apenas para nos servir.”
  • “Porque os gentios são necessários? Eles vão trabalhar, arar e colher. [Nós] vamos sentar como um effendi [Senhor] e comer.”
  • “Imagine se o burro de uma pessoa morresse, eles perderiam o seu dinheiro.”

Para assistir o vídeo das declarações do falecido rabino chefe sefaradi de Israel clique aqui.

As sete leis de Noah

O calendário judaico conta o tempo segundo sua tradição, desde a criação de Adam até os dias presentes, chegando portanto a mais de 5777.

Nesses quase 6 mil anos entretanto, não temos uma sequer testemunha histórica da prática das 7 leis de Noah na forma de uma religião!

Isso é muito significativo quando vemos não existir em toda a história bíblica descrita no Tanach um único povo, grupo , família ou indivíduo que tenha publicamente assumido ser um “seguidor das 7 leis de Noah”.

Resultado de imagem para talmudMas ainda assim, a tradição judaica descrita no talmud aponta que estas 7 leis de Noah foram criadas com o objetivo de ser utilizada pelos gentios, ou seja, os “não judeus”.

Enquanto detêm aos judeus 613 mandamentos a serem obedecidos, tais textos afirmam que as 7 leis não são apenas exclusivas aos não-judeus, mas também obrigatórias!

As outras leis da Torá são acessíveis e podem ser seguidas por qualquer um que agrada muito ao Eterno, mas não são obrigatórias aos gentios, só aos judeus pois faz parte da aliança que o Eterno fez com seu povo.

O IMAGINÁRIO PACTO MUNDIAL

A doutrina das 7 leis de Noah trás consigo um discurso de caráter universal.

Afirmando que todos os seres humanos são descendentes de Noach ela tenta com isso determinar que todo ser humano é participantes do pacto de Noah e que portanto é também dever de todo ser humano seguir em ensinar as leis desse “suposto pacto”.

Alegando ser um “contrato” que garante benefícios a todos os seres humanos, os seguidores das 7 leis de Noah afirmam que o “o seu cumprimento garante nada menos que um mundo perfeito”, mensagem essa puramente utópica!

As shivah mitzvot bnei Noach ou seja, as sete leis dos filhos de Noach, são apresentadas insistentemente como um caminho para uma vida plena e realizada, sem prometer “salvação”, nada mais é do que um conceito puramente filosófico em todo o seu teor.

Apresentando as 7 leis de Noach

  1. Avodah zarah – Não cometer idolatria.
  2. Shefichat damim – Não assassinar.
  3. Gezel – Não roubar.
  4. Gilui arayot – Não cometer imoralidades sexuais.
  5. Birkat Hashem – Não blasfemar.
  6. Ever min ha-chai – Não maltratar aos animais.
  7. Dinim – Estabelecer sistemas e leis de honestidade e justiça.

Entretanto não há um único testemunho histórico que possa ser usado como prova, ou seja, não existe nenhum registro histórico de um único povo, ou um grupo, ou mesmo de um único individuo que possa ser usado como prova textual histórica!

Em toda a história de Israel, disposta na literatura judaica denominada Tanach (vulgo velho testamento) não há ninguém que possa ser citado e provado como seguidor de tais leis.

O único texto encontrado como evidência histórica é um texto cristão!

Sim… o cristianismo primitivo foi palco da proto-noahismo.

Isso está registrado na bíblia cristã, a única referência textual histórica de um grupo que gerou e influênciou em seu periodo o que viria ser no futuro as 7 leis de Noah

Atos 15:28-29

28- Na verdade pareceu bem ao espírito santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias:
29- Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá.

Veja dentro de Atos 14:29 os 7 mandamentos de Noah

  1. Atos 15:29- Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos…  (afaste-se da idolatria).]
    Avodah zarah – Não cometer idolatria.
  2. Conceito moral.
    Shefichat damim – Não assassinar.
  3. Conceito moral.
    Gezel – Não roubar. 
  4. Atos 15:29-29- Que vos abstenhais….da fornicação,
    Gilui arayot – Não cometer imoralidades sexuais.
  5. Atos 15:29- não faz referência.
    Birkat Hashem – Não blasfemar.
  6. Atos 15:29- Que vos abstenhais… carne sufocada.
    Ever min ha-chai – Não maltratar aos animais.
  7. Atos 15:29- não faz referência.
    Dinim – Estabelecer sistemas e leis de honestidade e justiça.

O cristianismo é uma vertente judaica, uma linha religiosa derivada dele.

Tratado como um filho indesejado, como uma religião pagã, quando na verdade tanto recebeu influencia do judaismo como também influenciou a ele.

Não se pode esquecer que tanto Jesus como seus discípulos eram judeus.

Tanto é verdade, que possuíam o mesmo padrão de tratamento e exigências minimas para com os novos fiéis que adentravam para a religião.

Estes novos fiéis desconheciam os padrões de conduta de Israel.

Era preciso ensinar a eles o básico!

Vamos agora avaliar o texto do Novo testamento de forma minuciosa…

O Proto-Noahismo

Atos 15:28-29

28- Na verdade pareceu bem ao espírito santo e a nós, não vos impor mais encargo algum, senão estas coisas necessárias:

29- Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da fornicação, das quais coisas bem fazeis se vos guardardes. Bem vos vá..

Mandamentos básicos,

  1. abandonar a idolatria (Ex 20:1-3);
  2. abster-se de toda e qualquer promiscuidade sexual (Lv 18:6-23 e Dt 22:20-29);
  3. não comer carne sufocada (Lv 17:13);
  4. não comer sangue (Lv 3:17 e 17:12-14).

A semelhança com as 7 leis de Noah é muito grande e não termina aqui…

Os mandamentos que faltam na comparação, como matar, furtar ou mentir, seriam permitidos ?

Certamente que não!

Afinal, “matar, furtar ou mentir” são atos moralmente condenáveis em qualquer lugar do mundo!

Vejamos outro texto igualmente revelador.

Atos 15:17-20Imagem relacionada

17- Para que o restante dos homens busque ao Senhor,e todos os gentios, sobre os quais o meu nome é invocado,diz o Senhor, que faz todas estas coisas,

18- Conhecidas são a Deus, desde o princípio do mundo, todas as suas obras.

19- Por isso julgo que não se deve perturbar aqueles, dentre os gentios, que se convertem a Deus.

20- Mas escrever-lhes que se abstenham das contaminações dos ídolos, da fornicação, do que é sufocado e do sangue.

Os demais mandamentos

Atos 15:20 incorpora os demais mandamentos do proto-Noahismo.

Esse era o caminho que seguiriam…Um processo gradual de aprendizagem e prática!

A prescrição: – “se abstenham das contaminações dos ídolos, da prostituição, do que é sufocado e do sangue.”

Outra frase muito significativa deve ser observada…

“Porque Moisés, desde os tempos antigos, tem em cada cidade quem o pregue, e cada sábado é lido nas sinagogas“.

O que significa “Pregar Moisés” ?

Significa “Ensinar a Torá“!

Os gentios convertidos estariam ouvindo a mensagem da Torá de Moisés nas sinagogas em cada sábado!

A aprendizagem para eles dos 613 mandamentos seria gradual!

Nada é automático, mas gradual.

Isso tudo é a história, registrando o passado e o desenvolvimento do proto-noahismo.

Para que serve o moderno noahismo

No mundo moderno, por muitas vezes vemos a incoerente resistência das conversões, que utiliza como ferramenta para não conceder as conversões as  7 Leis Universais.Resultado de imagem para 7 leis universais judaismo arco iris

Ela deveria ser uma “fase temporária de introdução a Torá” mas é agora utilizada como “local permanente”!

Assim é formada mais uma seita religiosa, oriunda na verdade do cristianismo, mas usada convenientemente também no judaísmo.

Ao se manter os não-judeus na senda filosófica das 7 leis, fecham-se as portas dos processos de conversão, que se torna dessa forma mais rara, seletiva e por que não dizer, até mesmo elitista.

Pano de fundo histórico

O talmud é uma literatura muito posterior ao Novo Testamento, foi concluído somente no ano 200 dC.

É por isso que a pratica “proto-noahismo” pode ser vista primeiro entre os “primeiros cristãos“.

Devidamente registrado histórico textualmente no NT,  só foi registrada no talmud literatura tardia que cuja compilação ocorre tardiamente em 200 dC.

O Novo Testamento entretanto é mais novo que o talmud, pois foi escrito entre os anos 80 e 95 dC, muito antes do talmud.

O que realmente diz o talmud?

Resultado de imagem para sanhedrin 56a
Pagina do talmud – tratado sanhedrin 56a

No talmud as 7 Leis Noéticas estão registradas no tratado de sanhedrin 56a, e nele constam:

1. Estabelecer Juízes/Justiça (Gn 3:8-19; 6:5);

2. Abençoar o Nome Divino (alguns traduzem por “não amaldiçoar o nome de D’us”) (Gn 4:26 e 9:26);

3. Abster-se da idolatria (literalmente: “semente idólatra”) (Gn 3:15);

4. Abster-se da imoralidade sexual (Gn 6:1-4; 9:7);

5. Não derramar sangue (abster-se de assassinato) (Gn 4:1-24; 9:5-6);

6. Não furtar (Gn 2:17; 3:6);

7. Abster-se do sangue do animal (Gn 9:1-4).

Veja abaixo a tabela comparativa do texto mais antigo de Atos 15:19-20 e do texto posterior talmúdico.

A influência e evolução dos mandamentos no talmud é claramente visível em seus conceitos filosóficos.

Comparação entre o talmud e o Novo Testamento.

Leis Noéticas talmud 
(SANHEDRIN 56a)
Regras do livro cristão de Atos 15:19-20
1- Estabelecer Juízes/Justiça Apesar de esta regra não constar expressamente em Atos, é óbvio que era de se esperar que os gentios convertidos se tornassem pessoas justas.
2- Abençoar ou não amaldiçoar o nome de divino Já que os gentios se converteram a Deus(At 15:19), não iriam amaldiçoar o seu Nome.
3- Contra a idolatria “… que se abstenhamdos ídolos” (At 15:20).
4- Contra a imoralidade sexual “… que se abstenhamda prostituição” (At 15:20).
5- Não assassinar Não consta de Atos, pois assassinato é moralmente inaceitável.
6- Não furtar Não consta de Atos, pois o furto ou roubo é moralmente condenável.
7- Abster-se do sangue do animal “… que se abstenhamdo que é sufocado e do sangue” (At 15:19-20)

O livro de Atos 15, apresenta claramente o padrão mínimo de mandamentos a serem observados por qualquer um que entrasse para a religião.

Estes mandamentos iniciais não excluem as demais que seriam aprendidas com o passar do tempo.

O texto de Atos 15:21 relata inclusive que a Torá de Moisés era lida durante cada shabat (sábado) nas sinagogas, portanto o aprendizado seria gradual…

A grande heresia

A grande heresia religiosa é afirmar aos gentios (goym) que os 613 mandamentos não são para eles, e que devem apenas  se refugiar e cumprir apenas as 7 leis noéticas.

Nada é mais mentiroso do que apresentar as 7 leis noéticas como um fim em si mesmo!

Conforme já apresentado, os primeiros cristãos utilizavam estas regras expressas em Atos 15 como fase inicial no aprendizado, e a partir delas os gentios(goym) continuariam seu aprendizado gradual da Torá.

Grave mentira é afirmar que: “o judeu deve cumprir toda a Torá, o gentio apenas as sete leis noéticas”!

Esse é o curral religioso e anti-ético, que mantem o “status-quo” judaico mantendo os gentios longe da Torá, mensagem do Criador para a humanidade.

No plano do Eterno nada há que impossibilite de qualquer pessoa de se unir a seu povo, ou até mesmo de praticar a Torá sem mudar sua nacionalidade, pois qualquer pessoa pode reivindicar sua origem junto a nosso pai Abraahm cuja promessa dada ele foi:

Bereshit (Gen) 12:2-3

ב ואעשך לגוי גדול ואברכך ואגדלה שמך והיה ברכה
ג ואברכה מברכיך ומקללך אאר ונברכו בך כל משפחת האדמה

2- E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção.
3- E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra.

  • O verso 2 fala de “uma grande nação” – Israel!
  • O verso 3 fala de “serão benditas todas as famílias da terra” – O mundo todo!

A verdadeira prática

Como eram vistos os gentios(Goym) no período babilônico que optassem por servi-Lo e abraçar a Sua Aliança?

Leia Isaías 56:2 e 4

ב אשרי אנוש יעשה זאת ובן אדם יחזיק בה–שמר שבת מחללו ושמר ידו מעשות כל רע {ס}

2- Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que lançar mão disto; que se guarda de profanar o sábado, e guarda a sua mão de fazer algum mal.

ד כי כה אמר יהוה לסריסים אשר ישמרו את שבתותי ובחרו באשר חפצתי ומחזיקים בבריתי

4- Porque assim diz o Senhor a respeito dos eunucos, que guardam os meus sábados, e escolhem aquilo em que eu me agrado, e abraçam a minha aliança:

O registro poético expresso na literatura judaica demonstra aceitação plena dos gentios(goym) a quem nessa perpectiva tem alto reconhecimento, como um nome e um lugar dentro de Seus muros e um lugar em Sua casa.

“Não fale o estrangeiro que se houver chegado ao SENHOR, dizendo: O SENHOR, com efeito, me separará do seu povo…”

Nunca foi plano do Criador ter os estrangeiros “separados” de seu povo.

Vejamos o registro literário de Isaías 56:1-8

א כה אמר יהוה שמרו משפט ועשו צדקה כי קרובה ישועתי לבוא וצדקתי להגלות
ב אשרי אנוש יעשה זאת ובן אדם יחזיק בה–שמר שבת מחללו ושמר ידו מעשות כל רע {ס}
ג ואל יאמר בן הנכר הנלוה אל יהוה לאמר הבדל יבדילני יהוה מעל עמו ואל יאמר הסריס הן אני עץ יבש {פ}
ד כי כה אמר יהוה לסריסים אשר ישמרו את שבתותי ובחרו באשר חפצתי ומחזיקים בבריתי
ה ונתתי להם בביתי ובחומתי יד ושם–טוב מבנים ומבנות שם עולם אתן לו אשר לא יכרת {ס}
ו ובני הנכר הנלוים על יהוה לשרתו ולאהבה את שם יהוה להיות לו לעבדים–כל שמר שבת מחללו ומחזיקים בבריתי
ז והביאותים אל הר קדשי ושמחתים בבית תפלתי–עולתיהם וזבחיהם לרצון על מזבחי כי ביתי בית תפלה יקרא לכל העמים
ח נאם אדני יהוה מקבץ נדחי ישראל עוד אקבץ עליו לנקבציו

1 Assim diz o SENHOR: Guardai o juízo, e fazei justiça, porque a minha salvação está prestes a vir, e a minha justiça, para se manifestar.

2 Bem-aventurado o homem que fizer isto, e o filho do homem que lançar mão disto; que se guarda de profanar o sábado, e guarda a sua mão de fazer algum mal.

3 E não fale o filho do estrangeiro, que se houver unido ao Senhor, dizendo: Certamente o Senhor me separará do seu povo; nem tampouco diga o eunuco: Eis que sou uma árvore seca.

4 Porque assim diz o Senhor a respeito dos eunucos, que guardam os meus sábados, e escolhem aquilo em que eu me agrado, e abraçam a minha aliança:

5 Também lhes darei na minha casa e dentro dos meus muros um lugar e um nome, melhor do que o de filhos e filhas; um nome eterno darei a cada um deles, que nunca se apagará.

6 E aos filhos dos estrangeiros, que se unirem ao Senhor, para o servirem, e para amarem o nome do Senhor, e para serem seus servos, todos os que guardarem o sábado, não o profanando, e os que abraçarem a minha aliança,

7 Também os levarei ao meu santo monte, e os alegrarei na minha casa de oração; os seus holocaustos e os seus sacrifícios serão aceitos no meu altar; porque a minha casa será chamada casa de oração para todos os povos.

8 Assim diz o Senhor DEUS, que congrega os dispersos de Israel: Ainda ajuntarei outros aos que já se lhe ajuntaram.

Amnésia religiosa?

Esqueceram a existência desse texto ou a interpretação talmúdica ignorou o texto de Isaías, colocando de lado essa verdadeira declaração de igualdade humana!

Como podem se esquecer destas palavras e simplesmente empurrar o gentil(goym) para cumprir apenas as 7 leis do noahismo ?

Decapitação aos desobedientes das 7 leis

Novamente vamos ao talmud, tratado de Sanhedrin 57A.

Dos 7 mandamentos de Noah, o 7º mandamento é claro:

Dinim (דִּינִים) – Estabelecer sistemas e leis de honestidade e justiça.
Este mandamento determina que estabeleçam tribunais de leis que velem pela justiça e mantenham tanto a retidão como a moralidade humanas em conformidade com as Sete Leis Universais.

Detalhes:
Sobre o rei Mashiach está dito que ele provocará que toda a humanidade aceite os 7 mandamentos de Noé, tal qual enuncia Maimônides:
– “Corrigirá o mundo para que sirvam a D’us unidos”, como diz o versículo, “Então farei com que as nações invoquem todas o nome de D’us, e O sirvam em união”.

Importante:
Não existe um Rei Mashiach hoje em Israel!
Portanto não há nenhum Beit Din Noahita válido!

Hoje quem segue os 7 mandamentos, sem que exista um de tribunal com um Rei Mashiach, se torna réu de pena capital por decapitação, por descumprir o 7º mandamento.

 

Segundo o talmud “quem não cumprir 1 dos 7 mandamentos deve ser executado!

A forma de execução a quem violar qualquer uma destas Sete Leis de Noé, é através da decapitação segundo o tratado de Sanhedrin 57a. fonte: http://www.come-and-hear.com/sanhedrin/sanhedrin_57.html

Conclusão:

A seita das 7 leis são de fato um desenvolvimento das práticas realizadas pelos primeiros cristãos em Atos 15, que se desenvolveram nos 7 conceitos filosóficos.

Aquilo que seria um momento transitório e temporário é na versão moderna transformado em uma “sala permanente”!

É preciso mudar esse conceito pois o mundo não será transformado através do preconceito!

Abrir a mente para um relacionamento mais humano, para novos conceitos, comum tratamento de igualdade a todo ser humano, quer seja ele “judeu” ou “não-judeu” é o mais adequado a todos!

Abraçar a Torá como prática em sua vida é um direito a qualquer ser humano!

Para o Eterno não há diferenças

Levítico 24:22

כב משפט אחד יהיה לכם כגר כאזרח יהיה כי אני יהוה אלהיכם

22- Uma mesma lei tereis; assim será para o estrangeiro como para o natural; pois eu sou o Shehmaa vosso Elowweem.

Enquanto muitos tentam manter diferenças entre os seres humanos, vemos a palavra divina ainda ecoar do Sinai as palavras de igualdade e justiça humana.

Devarim(deut) 27:19

יט ארור מטה משפט גר יתום–ואלמנה ואמר כל העם אמן

19- Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém.

Não há nação noahide

Noahides são um povo, uma seita ou uma ilusão ? 


ז והקמתי את בריתי ביני ובינך ובין זרעך אחריך לדרתם–לברית עולם להיות לך לאלהים ולזרעך אחריך

7- E estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência depois de ti em suas gerações, por aliança perpétua, para te ser a ti por Elowweem, e à tua descendência depois de ti.


Noé

Por acaso o Eterno teria criado um outro povo como possessão sua ?

Por acaso seria esse povo os “noahitas” (ou noahides)?

Se são eles um povo separado pelo Eterno, então seria Israel um segundo povo ?

Uma segunda opção?

Essa ideia de que o Criador fez um “povo a parte” a parte de Israel para “lhe servir” não é uma ideia nova.

O próprio cristianismo já defendeu essa linha de pensamento, onde Israel é supostamente salvo e também a “igreja”.

Mais tarde desenvolveram a ideia de que a própria igreja seria o “novo Israel” o mesmo, o Israel espiritual.

Toda essa história de “7 mandamentos” ou de “leis de Noah” é fundamentada por seus defensores em Bereshit(Gen) capítulos 8 e 9.

Entretanto nada há nesses capítulos que realmente declare a expressão “leis de Noé” (ou Noach).

Faça você mesmo uma leitura desses capítulos…

Nada encontrará que confirme isso, pois são “leis criadas por homens”.

Sim… especificamente alguns rabinos leram o texto e fundamentaram conceitos filosóficos que denominaram como 7 leis de Noah.

Bereshit(Gen) capítulos 8 e 9.não é um “pacto espiritual com propósito de criar povo”!

Mas sim, determinações que visam garantir a existência humana depois do diluvio!

Toda “Aliança” quando feita junto a um povo tem obrigatoriamente de um lado o Criador ordenando e do outro lado um povo obedecendo a tais determinações.

O Pacto do Sinai.

Resultado de imagem para Torá Sinai

Bereshit(Gen)17:5

 ב ואתנה בריתי ביני ובינך וארבה אותך במאד מאד
 ג ויפל אברם על פניו וידבר אתו אלהים לאמר
 ד אני הנה בריתי אתך והיית לאב המון גוים
 ה ולא יקרא עוד את שמך אברם והיה שמך אברהם כי אב המון גוים נתתיך
ו והפרתי אתך במאד מאד ונתתיך לגוים ומלכים ממך יצאו

ז והקמתי את בריתי ביני ובינך ובין זרעך אחריך לדרתם–לברית עולם להיות לך לאלהים ולזרעך אחריך

2- E porei a minha aliança entre mim e ti, e te multiplicarei grandissimamente.

3- Então caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Elowweem com ele, dizendo:

4- Quanto a mim, eis a minha aliança contigo: serás o pai de muitas nações;

5- E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto;

6- E te farei frutificar grandissimamente, e de ti farei nações, e reis sairão de ti;

7- E estabelecerei a minha aliança entre mim e ti e a tua descendência depois de ti em suas gerações, por aliança perpétua, para te ser a ti por Elowweem, e à tua descendência depois de ti.

As “leis de Noach” são fruto de interpretação conceitual filosófica oriunda do judaísmo farisaico.

Estes conceitos nunca foram mandamentos ou mesmo “leis” enquanto Torá.

 O que havia antes do pacto, da Aliança firmada no Sinai ?

Vejamos… O pacto de Abraahm é muito claro… nele tanto Abraahm como também seus descendentes devem ser circuncidados .( Gên. 17)

Esta é uma parte do contrato exclusivo.

Nesse pacto o brit milah (circuncisão) se torna uma aliança na carne, um sinal entre Abraahm e todos seus descendentes com o Criador.

Continuar lendo Não há nação noahide