Lição nº 25 – Os Israelitas Samaritanos nos anos 1970-2018.

Os samaritanos israelitas acordaram nos primeiros anos após os seis dias de guerra para uma nova situação.

No entanto, houve outras guerras em 1969 com o Egito, em 1973 com o Egito e a Síria, em 1982 e 1996 com o Líbano, mas a região de Samaria nunca esteve envolvida nessas guerras, embora houvesse duas revoltas palestinas contra Israel em 1987-1993 e os anos 2000-2002, apesar do acordo de Oslo em 1994 entre os dois lados em conflito.

A região de Samaria, onde vivem os samaritanos, estava fora dessas lutas que Israel conseguiu controlar em ambos. Durante esses anos de 1995 a 2000, a comunidade estabeleceu sua atitude para assegurar o futuro político de toda a comunidade entre os dois lados.

Em 1995, uma delegação da comunidade foi para a Casa Branca e Departamentos de Estado de Washington DC e para o Ministério das Relações Exteriores britânico em Londres para esclarecer o status sensível da comunidade entre as duas forças.

Foi uma declaração clara de que os samaritanos não querem ser envolvidos no conflito, mas sim como uma ponte de paz entre Israel e os palestinos, sendo um modelo de convivência em paz com ambos os lados.

Essa nova política se pagou pelas duas forças que foram elaboradas para ajudar os israelitas samaritanos com seus projetos de desenvolvimento no novo bairro Kiriat Luza desde 1998, quando os últimos samaritanos de Nablus se mudaram para o topo do Monte Gerizim.

Também os samaritanos de Holon construíram casas de veraneio na nova aldeia para morar nelas durante festivais na Montanha.

Durante todo este período de 50 anos 1967-2017, os samaritanos israelitas liderados pelos Sumos Sacerdotes da família de Aharon, o irmão de Mooshe:

  • Amram b. Yitzhaq (de 1961-1980 em seu longo sacerdócio).
  • Asher b. Matzliach (de 1980-1982).
  • Phinhas b. Matzliach (de 1982-1984).
  • Jacob b, ‘Azzi (de 1984-1987).
  • Yusef b. Ab-Hisda (de 1987-1998).
  • Levi b. Abishah (de 1988-2001).
  • Shalom b. ‘Amram (2001-2004) que também foi membro do Parlamento da Autoridade Palestina;
  • Elazar b. Tsedaka (de 2004-2010).
  • Aaron b. Ab-Hisda (de 2010-2013).
  • O atual Sumo Sacerdote ‘Abedel b. Asher (desde 2013).


Cada sumo sacerdote tem um chanceler e o apoio dos dignitários da comunidade e coopera com os comitês eleitos do Holon e do Monte Gerizim.

Em 2005 foi criada a Samaritan Medal Foundation, com sua reunião anual em Washington DC, que decidiu cada reunião para que ativistas proeminentes da paz, humanitária e realizações acadêmicas para conceder a Medalha Primeiro Samaritano.

Normalmente, os Sumo Sacerdotes entregavam a medalha aos recebedores (de 2 a 3 medalhas por ano).

Durante os últimos 50 anos, a comunidade fez um grande progresso em melhor educação e cultura.

Em Holon e no Monte Gerizim estabeleceu em 1969 o Primeiro Jornal Samaritano A.B. – A revista Samaritan News, duas vezes por mês em quatro idiomas: hebraico antigo, hebraico moderno, árabe e inglês.

Em 1980 estabeleceu em Holon o “A.B. – Instituto de Estudos Samaritanos“.

Em 1985 estabeleceu-se em Paris a Sociedade de Estudos Samaritanos que organizou congressos sobre Estudos Samaritanos a cada quatro anos em diferentes cidades da Europa e em Israel.

Todos essas entidades estão ativos até o presente.

A comunidade tem muitos universitários graduados e muitos que trabalham em empresas de alta tecnologia, bancos e seguradoras que empurraram a comunidade muitos passos adiante para morar em casas confortáveis ​​em dois novos bairros lindos em Holon e no Monte Gerizim.

Agora a comunidade tem cinco sinagogas, uma em Nablus, duas em Holon e duas no Monte Gerizim.

Graças à Internet, muitas novas comunidades de samaritanos israelitas estão ativas em todo o mundo, na Ásia, na Europa e nas duas Américas.

Esta atividade começou na última década e o número de seus membros está crescendo o tempo todo.

Benyamim Tsedaka

Tradução livre
Ariel Haddad Ben Abraahm

Nas fotos: Bairros Kiriat Luza e Holon

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.