Lição nº 31 – Fundamentos da Adoração Israelita Samaritana – Orações = Seloowwaan צלואן

A Adoração Israelita Samaritana baseada em cinco fundamentos:

  1. Leituras = Maqrahn ou Qariaan מקראן, קריאן;
  2. Orações = Seloowwaan צלואן
  3. Cantar = Shiraan שיראן
  4. Louvor = Reboowwaan רבואן
  5. Glorificações = Taashbahn תשבחן 

Orações = Seloowwaan צלואן

A Oração é uma prática muito antiga mesmo antes da entrega da Torá no Monte Sinai.

Abraão orou a Eloowwem.

Yehsaaq orou no campo.

Yaahqob pediu a Shehmaa que o salvasse de seu irmão.

Mooshe orou para salvar o faraó.

Desde o início houve a oração de qualquer pessoa ao seu Criador e aos anjos enviados por Ele.

Depois que os ensinamentos e mandamentos foram dados a Mooshe, que os colocou por escrito, juntamente com o estabelecimento do Tabernáculo no deserto do Sinai, onde os sacerdotes, os filhos de Aharon e seu pai, ofereciam os sacrifícios.

Os israelitas continuaram a rezar a sua Shehmaa.

Mas quando o Tabernáculo desapareceu em uma das cavernas do Monte Gerizim, no ano 260 desde a entrada do Povo de Israel em sua terra de herança, e os sacrifícios foram cancelados, com exceção do sacrifício da Páscoa, que precedeu o estabelecimento do Tabernáculo.

Os sumo sacerdotes dos israelitas samaritanos estavam preparados para substituir os sacrifícios por orações.

Nossos Sábios determinaram que:

צלותינו תחת קרבנינו = as nossas orações substituem nosso Sacrifício.

Nosso maior sábio Marqeh do quarto século na era comum apontou versos da Torá, que são orações que asseguram a cura completa.

Segundo ele em sua sabedoria o Rabban Abishah ben Phinhas ben Yoosef escreveu em um hino que a oração foi fundada pelos הכהנים הגדולים ארשינו = Os Sumos Sacerdotes, nossos antepassados.

Seu irmão, o sumo sacerdote Elaazaar ben Phinhas, escreveu um grande ensaio sobre a oração e seus fundamentos.

Assim, os primeiros sábios instalaram as primeiras orações ao longo dos tempos.

Em geral, a oração era principalmente leitura da Torá.

Todo Shabat eles leem toda a Torá.

O processo de conectar orações começou, culminando no quarto século da era comum.

Os Sumos Sacerdotes e sábios nos séculos seguintes começaram a combinar orações e súplicas, e algumas leituras da Torá continuaram até que as orações retomassem a grande porção da adoração.

Os sábios do século XIV prepararam o sistema de oração que é praticado até hoje e é uma combinação de versos da Torá e muitos poemas e hinos.

Eles criam conteúdo para orações matutinas e vespertinas, orações de Shabat, feriados e festivais, para as ocasiões felizes e tristes.

No século XVIII, conteúdo e poemas foram acrescentados às orações dos primeiros catorze dias do mês da primavera.

Benyamim Tsedaka

Tradução livre
Ariel Haddad Ben Abraahm

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.