Colabore

Seja um colaborador, participe do seu Portal da Torá.

Turma presencial do curso de hebraico nível 1

Faça aqui sua doação.

Conta Doação

Conta para Depósito ou transferência.

Ou se preferir, utilize boleto Boleto Bancário, ou cartão, de forma segura pelo PagSeguro.





Que o Criador recompense a todos.

Abraços e Shalom.

História Genética dos Samaritanos

cabeça

Joseph (Jossi) Hillel

Joseph (Jossi) Hillel

Tel:                             +972 77 701-4324
Fax:                           +972 8 935-4833
Fax para o correio:   +972 153-777-014-324
Celular:                     +972 54 882-0169
Skype:                       voicemail4723
E-mail:                       joseph.hillel@mail.huji.ac.il

Biografia

Professor emérito da Universidade Hebraica de Jerusalém, Israel.

População e geneticista quantitativa com experiência em projetos de mapeamento de genes.

Esses projetos foram direcionados para a detecção de genes (QTLs) controlando complexos traços complexos.

Nos últimos anos, esforços foram feitos para usar tecnologias de Sequenciamento Profundo para detecção de QTLs e estudos de biodiversidade.

Os QTLs detectados foram utilizados para produzir microarrays personalizados como ferramentas em programas de melhoramento baseado na Genomic Selection.

Desenvolveu recentemente planos sofisticados para melhorar geneticamente a cannabis medicinal.

Para o melhor conhecimento, estas ferramentas bem aprovadas nunca foram utilizadas para a criação de cannabis em qualquer lugar.

Prevê-se que duas populações-alvo principais beneficiem destas atividades; Indústria farmacêutica e pequenos produtores.
Fonte: http://departments.agri.huji.ac.il/plantscience/people/Jossi_Hillel/newindex.php


História Genética dos Samaritanos

Genética e história dos samaritanos: micro satélites cromossômicos Y e afinidade genética entre samaritanos e cohanim

Biologia Humana, Volume 85, Número 6, Dezembro de 2013, pp. 825-857 (Artigo)

Os samaritanos são um grupo de cerca de 750 povos indígenas do Oriente Médio, cerca de metade dos quais vivem em Holon, um subúrbio de Tel Aviv, e a outra metade perto de Nablus.

Acredita-se que a população samaritana teve mais de um milhão de pessoas durante nos períodos romanos, mas estava reduzida a menos de 150 pessoas em 1917.

A ascendência dos samaritanos tem sido alvo de controvérsia desde os tempos bíblicos tardios até o presente.

Neste estudo utilizou-se cromatografia líquida-ionização por electro pulverização com espectrometria de massas de armadilha de íons quadrupolo para allelótipo 13 cromossomas Y e 15 micros satélites autossômicos em uma amostra de 12 samaritanos escolhidos para ter o menor nível de relacionamento possível e 461 judeus e não-judeus.

A estimativa das distâncias genéticas entre os samaritanos e sete judeus e três populações não judaicas de Israel, bem como as populações de África, Paquistão, Turquia e Europa, revelou que os samaritanos são intimamente relacionados com os Cohanim.

Este resultado apóia a posição dos samaritanos de que eles são realmente descendentes das tribos de Israel que datam de antes do exílio assírio em 722-720 antes da era comum.

Em concordância com os haplótipos de polimorfismo de um único nucleótido publicados anteriormente, cada família samaritana, com excepção da linhagem Samaritana Cohen, possui um haplótipo de repetição tandem curto em cromossoma Y distinto que não é mais do que uma mutação removida do marcador de seis Cohen haplótipo modal.

Samaritanos, marcando, Páscoa, monte, Gerizim, Cisjordânia - 20060418
Samaritanos marcando a Páscoa no Monte Gerizim, Edward Kaprov
Fonte: http://departments.agri.huji.ac.il/plantscience/people/Jossi_Hillel/samaritans.php

Genética comprova a verdade sobre os Israelitas Samaritanos

A genética comprova a verdade sobre os Israelitas Samaritanos

De acordo com um estudo genético de 2004, o haplogrupo J presente nos samaritanos é aquele pertencente ao dos Cohen (sacerdotes judeus), o que indica ser essa linhagem a israelita original antes da destruição do reino de Israel pelos assírios.

Fonte – http://evolutsioon.ut.ee/publications/Shen2004.pdf

E também um estudo genético de 2013 também identificou os samaritanos como tendo origem no reino de Israel:

“Os samaritanos são um grupo de […] nativos do Oriente Médio, metade dos quais vive em Holon, subúrbio de Tel Aviv, e a outra metade em Nablus.

[…] A ancestralidade dos samaritanos tem sido objeto de controvérsia desde os tempos bíblicos tardios até o presente.

Neste estudo foram analisados […] o cromossomo y e 15 marcadores autossômicos em uma amostra de 12 samaritanos pouco relacionados entre si, e 461 judeus e não judeus.

Estimativas de distâncias genéticas entre os samaritanos e sete populações judaicas e três populações judaicas de Israel, assim como populações da África, Paquistão, Turquia, e Europa, revelaram que os samaritanos estão intimamente relacionados aos Cohen.

Esse resultado apóia a posição samaritana de que descendem das tribos de Israel que existiam antes do exílio promovido pelos assírios em 722-720 antes da era comum”.

Fonte – http://digitalcommons.wayne.edu/cgi/viewcontent.cgi…

O Sumo Sacerdote

Aabed-El ben Asher ben Matzliach atual Sumo Sacerdote de Israel.
Aabed-El ben Asher ben Matzliach atual Sumo Sacerdote de Israel.

O Sacerdócio é uma ordenança perpétua dada pelo próprio Criador por todas as gerações.

Êxodo 40:15
15- E os ungirás como ungiste a seu pai, para que me administrem o sacerdócio, e a sua unção lhes será por sacerdócio perpétuo nas suas gerações.

O texto da Torá indica claramente que o Sacerdócio não tem fim, pois é perpétuo!

E ninguém pode se auto-proclamar “Sumo Sacerdote”, o próprio Criador deixou claro quem poderia exercer o trabalho sacerdotal.

Números 3:3
3- Estes são os nomes dos filhos de x, dos sacerdotes ungidos, cujas mãos foram consagradas para administrar o sacerdócio.

Números 3:10
10- Mas a Arão e a seus filhos ordenarás que guardem o seu sacerdócio, e o estranho que se chegar morrerá.

Portanto ser o Sumo Sacerdote não é uma questão de status social. Não é também uma questão apenas de ter um nome “Cohen”, mas sim, de ser de fato “Cohen”!

O trabalho do Sumo Sacerdote é realizar o serviço religioso, o que inclui também as expiações pelos filhos de Israel, conforme a torá relata:

Números 25:13
13- E ele, e a sua descendência depois dele, terá a aliança do sacerdócio perpétuo, porquanto teve zelo pelo seu Deus, e fez expiação pelos filhos de Israel.

Muitas das atividades que o Sumo Sacerdote possui estão atreladas ao Tabernáculo foi ocultado.

Quando o Taheb retornar e apresentar o Tabernáculo oculto, então o Sumo Sacerdote voltará a exercer plenamente todas as atividades relacionadas a seu importante cargo junto aos filhos de Israel.

Números 18:7
7- Mas tu e teus filhos contigo cumprireis o vosso sacerdócio no tocante a tudo o que é do altar, e a tudo o que está dentro do véu, nisso servireis; eu vos tenho dado o vosso sacerdócio em dádiva ministerial e o estranho que se chegar morrerá.