Lição nº 41– O ciclo do Shabat e Festas – O Ano Novo Hebreu e a Páscoa

O Ano Novo Hebreu e a Páscoa

Na Torá, Êxodo, 12: 2 lemos: “Este mês é para você, o chefe dos meses, primeiro dos meses do ano.”
05
Êxodo, 12: 1:2 

א ויאמר יהוה אל משה ואל אהרן בארץ מצרים לאמר
ב החדש הזה לכם ראש חדשים  ראשון הוא לכם לחדשי השנה

1- E falou o Shehmaa a Mooshe e a Aharon na terra do Egito, dizendo:

2- Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.

A versão tradicional judaica da Torá diz que “Cabeça dos meses”, sem “O” mas a continuação do verso, “Primeiro dos Meses do Ano” não deixa dúvidas de que este é o Ano Novo Hebraico original, como é claro de Levítico capítulo 23 que a Páscoa é a primeira festa depois do sábado.

Vaikra Leviticos 23:4-5

ד אלה מועדי יהוה מקראי קדש אשר תקראו אתם במועדם
ה בחדש הראשון בארבעה עשר לחדש–בין הערבים  פסח ליהוה

4- Estas são as solenidades do Shehmaa, as santas convocações, que convocareis ao seu tempo determinado:

5- No mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a páscoa do Shehmaa.

Por isso, o mês da primavera é o primeiro mês do ano.

Um mandamento especial requer manter o Mês da primavera – Devarim (Deuteronômio) 16: 1 no momento certo.

Devarim(Deuteronomio) 16:1

א שמור את חדש האביב ועשית פסח ליהוה אלהיך  כי בחדש האביב הוציאך יהוה אלהיך ממצרים–לילה

1- Guarda o mês de Abibe, e celebra a páscoa ao Shehmaa teu Eloowwen; porque no mês de Abibe o Shehmaa teu Eloowwen te tirou do Egito, de noite.

A primavera é o primeiro talo verde de trigo ou cevada. Seu crescimento antes do crescimento dos frutos é o sinal do começo da estação da primavera.

O mandamento é manter o mês da primavera em sua data de vencimento, porque todas as festas do ano são festivais agrícolas.

Portanto, salvar o mês da primavera corresponde ao início do crescimento das plantas da primavera.

Nossos sábios planejaram o ano civil de acordo com as estações do ano.

Os primeiros quatorze dias do mês são os dias do mês da primavera, na terra de Israel.

Portanto, o ano é entrelaçado uma vez a cada três anos, em média, adicionando um mês inteiro ao calendário para coincidir com o ano solar até o ano lunar, para que a nova primavera seja sempre na primavera.

Na véspera do primeiro dia do mês da Primavera, os samaritanos israelitas se reúnem nas sinagogas do Monte Gerizim e Holon para uma oração especial com um hino central em louvor do Mês da Primavera, como uma introdução à festa da Páscoa e da Páscoa. celebração do sacrifício.

No final da oração, os adoradores recitam as bênçãos um do outro na bênção do Ano Novo: “Todo ano você é bem-estar”.

As crianças vêm à sinagoga com velas decoradas com flores.

Após o serviço, uma refeição festiva é realizada em cada casa.

Este é um sinal da abertura do evento principal do ano.

Todos os dias dos primeiros quatorze dias do primeiro mês do ano, rezamos na sinagoga à noite e de manhã.

A alegria está crescendo nas casas dos israelitas samaritanos, em direção ao clímax dos eventos – o sacrifício da Páscoa.

A questão é por que os judeus marcam o Ano Novo no início do sétimo mês do ano hebraico, e não como a lógica dita – no primeiro mês do ano?

A origem da mudança é o começo do primeiro milênio EC, quando a polêmica entre os judeus israelitas e os samaritanos israelitas atingiu seu ápice às vezes com derramamento de sangue.

Naquela época, o judaísmo criou uma tendência a fazer regulamentações para diferenciar os judeus dos samaritanos israelitas.

Desde então, o judaísmo marcou o primeiro dia do ano hebraico, ao contrário de toda a lógica, no início do sétimo mês, Tishrey em seu calendário.

Cerca de dois meses antes da Páscoa, guardamos a farinha especial para assar o pão sem fermento. No décimo dia do primeiro mês, os samaritanos israelitas partem para os rebanhos de ovelhas e cabras nas proximidades do monte Gerizim e escolhem uma ovelha ou bode para sacrifício no primeiro décimo quarto dia do primeiro mês.

Eles examinam as ovelhas ou cabras, que são machos com até um ano de idade, sem ferida, pesando em média 35 kg.

As crianças e os meninos são encarregados de vigiar as ovelhas e os bodes, alimentando-os e regando-os, e principalmente evitando que sejam feridos.

No pátio do sacrifício no Monte Gerizim, a Páscoa deveria ser sacrificada apenas no Lugar Escolhido de Shemaa e em nenhum outro lugar.

Os preparativos começam para o sacrifício da Páscoa no décimo quarto dia do primeiro mês do ano.

Empilhando os troncos das oliveiras, porque a queima da oliveira é mais lenta que outras árvores e produz muito calor.

Os adoradores também trazem arbustos secos especiais. Eles são acesos pela primeira vez para que o fogo se agarre aos troncos e o calor suba em cada um dos fornos do sacrifício.

Cerca de cinco a seis horas antes do sacrifício, a ação já é evidente na área do altar, os fogos são acesos nas covas redondas e profundas, com cerca de três metros de profundidade, cujas paredes são pedras completas dispostas uma ao lado da outra.

Do lado dos fornos, os arbustos e os troncos são aquecidos até as nove da noite.

Cerca de meia hora antes do pôr do sol, todos os samaritanos israelitas estão em pé ao redor do altar, cavados no chão, na forma de um longo canal feito de pedras inteiras.

No seu final há um poço circular no qual é colocada uma rede de ferro, debaixo de um forte fogo queimando, queimando todas as partes proibidas das ovelhas e o restante da refeição no final do evento depois da meia-noite.

Quando a oração do sacrifício começa, um número de mulheres e homens passa entre os adoradores com pratos trançados, cheios de pedaços de pão sem fermento e ervas amargas distribuídas a cada adorador. Cada família compra um ou dois cordeiros de acordo com o tamanho da família.

As ovelhas e cabras são levadas ao altar da oração de abertura do sacrifício, os sacrificadores aguardam o Sumo Sacerdote que anuncia a abertura do sacrifício lendo o primeiro parágrafo do capítulo 12. no livro de Êxodo:

“E você deve salvar o sacrifício até o décimo quarto dia deste mês: e toda a congregação de Israel deve matá-lo entre os pores do sol”.

Shemlot (Êxodo) 12:1-2

א ויאמר יהוה אל משה ואל אהרן בארץ מצרים לאמר
ב החדש הזה לכם ראש חדשים  ראשון הוא לכם לחדשי השנה

1- E falou o SShehmaar a Mooshe e a Aharon na terra do Egito, dizendo:
2- Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.

Quando o Sumo Sacerdote diz a palavra “abatido”, eles rapidamente matam as ovelhas, checam se a matança foi bem feita, e então removem as peles das ovelhas, removem as partes proibidas e as entregam às crianças que se apressam a colocá-las no queimando altar.Eles limpar as ovelhas do lado de fora e dentro com água.

Cada cordeiro foi colocado em uma vara de madeira com cerca de 3 metros de comprimento.

Todos os bastões são colocados perto das covas por duas horas até que o sangue das ovelhas seja absorvido pelo sal.

Cada cordeiro é coberto com uma malha fina de metal para manter as partes internas, fígado, pulmões e coração dentro do corpo de ovelha.

A perna dianteira direita de cada ovelha é amarrada a cada cordeiro.

Todo o processo é acompanhado por um grande canto dos capítulos 12 a 15 – a história do Êxodo do Egito.

Os gritos de “Declaramos e dizemos que não há outro El apenas um” são cantados continuamente até que as ovelhas sejam mordidas nos galhos.

Devarim (Deuteronomio) 4:35

לה אתה הראת לדעת כי יהוה הוא האלהים  אין עוד מלבדו
 
35- A ti te foi mostrado para que soubesses que o Shehmaa é Elowwen; nenhum outro há senão ele.

Às nove horas da noite, os matadouros se reúnem perto dos poços bem aquecidos.

Colocando cerca de dez ovelhas em cada cova.

As pontas dos paus estão fora da superfície dos poços. os adoradores colocam uma pesada malha de ferro em cada cova, segurando as extremidades dos bastões para colocá-los no forno.

Coloque rapidamente um tecido molhado de Yuta nas extremidades dos gravetos. Na tela coloca rapidamente uma mistura de água, sujeira e arbustos.

O calor enorme dos poços faz com que a mistura seja uma peça que bloqueia a boca do poço, sufoca o fogo e as ovelhas estão assando do calor das pedras do poço e queimando brasas dos troncos no fundo de cada poço.

Os adoradores continuam sentados no canteiro cantando canções até que as ovelhas sejam retiradas do interior das covas à meia-noite. Eles removem qualquer cordeiro assado do bastão em uma grande tigela de madeira com alças para levar o cordeiro assado até as casas onde eles comerão o sacrifício.

Eles cantam uma canção especial sobre o Êxodo com grande entusiasmo.

O Sumo Sacerdote abençoa os sacrifícios.

A maioria leva da carne para comer em suas casas.

Poucas pessoas permanecem para comer no pátio dos altares.

O sacrifício da Páscoa é a execução perfeita do primeiro sacrifício feito pelos israelitas quando eles deixaram o Egito.

Eles comem o sacrifício apressadamente, porque os israelitas apressadamente sairam do Egito.

Eles têm o cuidado de não quebrar ossos da ovelha ou do bode enquanto comem o sacrifício.

Tudo o que resta de comer o sacrifício é trazido para o altar para queimá-lo até o início da manhã após o evento por volta das 2 da manhã.

A festa da Páscoa está então completa.

Se o sacrifício acontecer na sexta-feira, a oração e o sacrifício começam ao meio-dia e todo o processo é concluído até o pôr do sol, antes do início do sábado.

A carne restante é mantida no fundo da sinagoga até a noite de sábado e depois queimada no altar onde o fogo é aceso quando o sábado termina. Milhares de visitantes vêm de todo o mundo para assistir ao sacrifício.

Muitos deles seguem o processo do sacrifício com grande entusiasmo. Para muitos deles, é claro que este é o sacrifício original da Páscoa, que reconstrói o Êxodo do Egito.

Dezenas de jornalistas e fotógrafos fotografam o processo de sacrifício sob todos os ângulos.

Logo suas impressões digitadas e fotografias chegam às páginas dos jornais em todo o mundo e nas páginas da web.Benyamim TsedakaFoto:

Ori Orhof – 2011

O abate clandestino

O abate de carneiros faz parte do judaísmo em todo mundo ?

Será que rabinos e judeus em todos lugares do mundo matam carneiros para celebrar a festa de Pessach(Pascoa)?

Essa desculpa tem sido utilizada por alguns.

Com esse argumento, famílias inteiras e pessoas desinformadas tem sido expostas ao grave perigo ao consumir um animal abatido de forma inapropriada, sem fiscalização e sem o amparo legal para tal prática.

Mas será que pelo menos eles tem o amparo “religioso”?

Será que a religião judaica determina que todo judeu mate um carneiro para celebrar a saída do povo hebreu do Egito?

Será que eles fazem sacrifícios de carneiros durante o Pessach(pascoa)?

A Torá ordena matar carneiros na pascoa aqui no Brasil?

Vamos olhar mais de perto, comparar e tentar compreender o que está acontecendo no Brasil.


Devarim (deut) 12:13

יג השמר לך פן תעלה עלתיך בכל מקום אשר תראה 

13- Guarda-te, que não ofereças os teus holocaustos em todo o lugar que vires;


A prática Judaica

Judeus são detidos por tentar sacrificar animais no Monte do Templo

Essa foi a noticia estampada no site Ynet News.

A notícia comprova que sacrifícios de Pessach “são proibidos” em Jerusalém:

Rafael Morris sendo preso após tentar abater carneiros em Jerusalém.

Faltando poucos dias para a Páscoa, sete ativistas judeus foram detidos em Jerusalém, acusados de planejar o sacrifício de um animal no Monte do Templo.

Todos os envolvidos estavam em casa, mas seu líder, Rafael Morris, estava em outro local, tendo sido capturado posteriormente.

O porta-voz da polícia detalhou haver provas de que os jovens, ligados ao movimento “Retorno ao Monte do Templo”, queriam fazer o que seria o primeiro sacrifício pascal no local desde a destruição do Segundo Templo, no ano 70.

Fonte: Roi Yanovsky | Publicado em 09/04/2017, 13:49 – Ynet News


A prática Israelita Samaritana.

Como os Israelitas Samaritanos festejam a Páscoa no Monte Gerizim próximo a Cisjordânia

Os membros da religião samaritana realizaram o tradicional sacrifício da Páscoa no monte Gerizim, como fazem todos os anos, próximo a cidade de Nablus, na Cisjordânia.

MIDEAST-NABLUS-MOUNT GERIZIM-SAMARITAN-PASSOVER

MIDEAST-NABLUS-MOUNT GERIZIM-SAMARITAN-PASSOVER

MIDEAST-NABLUS-MOUNT GERIZIM-SAMARITAN-PASSOVER

MIDEAST-NABLUS-MOUNT GERIZIM-SAMARITAN-PASSOVER

Nas fotos acima, Israelitas Samaritanos realizam o sacrifício da pascoa, ritual celebrado no Sagrado Monte Gerizim o mesmo monte usado quando os Israelitas entraram a terra prometida, vivenciando a mesma prática registrada no texto bíblico que relata o ato quando passaram o Jordão com Yehoshua Ben Num até os dias de hoje.


O que diz a Torá ?

  • Tal prática tem o aval da Torá?
  •  O que a Torá determina ?

A Torá não autoriza o sacrifício (abate) indiscriminado.

Ou seja, a religião Israelita não sustenta a ideia de se fazer sacrifícios em qualquer lugar.

Festa de Pessach (Pascoa), eis o fundamento:

[box type=”shadow”]

Devarim(Deut) 16:1-2

  א שמור את חדש האביב ועשית פסח ליהוה אלהיך כי בחדש האביב הוציאך יהוה אלהיך ממצרים–לילה

ב וזבחת פסח ליהוה אלהיך צאן ובקר במקום אשר יבחר יהוה לשכן שמו שם

1- Guarda o mês de Abibe, e celebra a páscoa ao Shehmaa teu Elowweem; porque no mês de Abibe o Shehmaa teu Elowweem te tirou do Egito, de noite.

2- Então sacrificarás a páscoa ao Senhor teu Deus, das ovelhas e das vacas, no lugar que o Shehmaa escolher para ali fazer habitar o seu nome.

[/box]

Muita atenção aos dois versos seguintes:

[box type=”shadow”]
Devarim(Deut) 16:5-6 

ה לא תוכל לזבח את הפסח באחד שעריך אשר יהוה אלהיך נתן לך

ו כי אם אל המקום אשר יבחר יהוה אלהיך לשכן שמו–שם תזבח את הפסח בערב כבוא השמש מועד צאתך ממצרים

5- Não poderás sacrificar a páscoa em nenhuma das tuas portas que te dá o Shehmaa teu Elowweem;

6- Senão no lugar que escolher o Shehmaa teu Elowweem, para fazer habitar o seu nome, ali sacrificarás a páscoa à tarde, ao pôr do sol, ao tempo determinado da tua saída do Egito.

[/box]

Os textos acima apresentados demonstram que  não se pode sacrificar em qualquer lugar.

O abate ou sacrifício só poderia ocorrer no lugar escolhido pelo Criador para ali habitar o Seu Nome.

A Torá aponta o local escolhido para habitar o seu Nome, o Monte Gerizim, conforme a descrito ao passar o rio Jordão, o mesmo local utilizado desde a época de Mooshe até os dias de hoje.

A tradição judaica com outros costumes, aponta para Jerusalém como sendo o local escolhido.

De qualquer maneira, as duas práticas Israelitas não determinam que o Brasil seja o local escolhido para habitar o Nome divino!

Portanto o sacrifício (abate) de carneiros para comemoração do Pessach (pascoa) é uma prática que vai contra os mandamentos da Torá determina!

A Torá nos alerta contra a pratica de sacrificar(abater) carneiros para festa de Pessach em qualquer local.

Vejam:
[box type=”shadow”]
Devarim(Deut) 16:5-6

ה לא תוכל לזבח את הפסח באחד שעריך אשר יהוה אלהיך נתן לך

5- Não poderás sacrificar a páscoa em nenhuma das tuas portas que te dá o Shehmaa teu Elowweem;
[/box]

Ninguém no Brasil tem autoridade para matar carneiros para a festa de Pessach (pascoa).

Quem pratica isso desonra o Nome do Sagrado, e escarnece os mandamentos da Torá!

Não encontramos no mundo inteiro nem um rabino ou verdadeiro judeu matando carneiros para o Pessach!

Esta  “modinha de brasileiros” demonstra irresponsabilidade, imperícia, desconhecimento, tanto da lei divina(Torá) como também da lei brasileira.


O CRIME DO ABATE CLANDESTINO DE CARNEIROS NO BRASIL

O sacrifício de animais exige muito mais do que “sangue frio”.

É preciso cumprir exigências legais.

Isso tudo para garantir que “aquele que abate o animal”, tenha sido treinado, habilitado e esteja autorizado pelas entidades competentes junto a vigilância sanitária.

Isso tudo para garantir que o animal tenha o um abate mais “humano”, com o menor sofrimento possível.

Exige-se também que as instalações estejam de acordo com os padrões exigidos de higiene, que o animal esteja saudável e apto para o abate, e que o animal possua o carimbo de Inspeção Federal ou seja, o carimbo do S.I.F. no animal que será abatido.

Esse carimbo garante que são respeitados os cuidados e o cumprimento das regras de saneamento para abate de animal que será utilizado para consumo humano!


S.I.F. ?

O Serviço de Inspeção Federal, também conhecido pela sigla S.I.F., é um sistema de controle do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento do Brasil que avalia a qualidade na produção de alimentos de origem animal comestíveis ou não comestíveis.

Os fiscais verificam se o produto atende aos requisitos mínimos de qualidade para consumo, tais como a acidez no leite e a possibilidade de animais terem sido vendidos sem abate, ou seja, que já chegaram mortos ao abatedouro.

Os produtos aprovados recebem um selo de aprovação do S.I.F.


O S.I.F. fiscaliza

São sujeitas à fiscalização prevista em lei:

  • Os animais destinados à matança, seus produtos, subprodutos e matérias primas;
  • o pescado e seus derivados;
  • o leite e seus derivados;
  • o ovo e seus derivados;
  • o mel e cera de abelha e seus derivados.

O Serviço de Inspeção Federal – S.I.F. – atesta a qualidade sanitária dos produtos de origem animal oferecidos aos brasileiros e a milhares de consumidores em todo o mundo.

Matar carneiros para consumo humano sem a devida autorização sanitária é crime.

É necessário autorização legal para o abate junto ao governo brasileiro, selo de inspeção federal para então fazer uso do animal abatido no consumo humano, quem ignora estas leis comete crime contra a saúde publica.

É necessário um ambiente adequado

O abate não pode ser feito por pessoas destreinadas, matando um animal no meio de uma área que mais se parece com um quintal, aberto, sem as condições mínimas de higiene.

Também o seu preparo não pode ser feito na metade de um tambor de óleo usado e reaproveitado!

Manuseio e preparo insalubre.

 

Não bastasse o abate insalubre, seu preparo também realizado sem a higiene necessária, transformando seu consumo literalmente em um ato de fé, pois realmente é preciso muita coragem para consumi-lo.

Temos portanto um quadro onde:

  • O animal não tem o selo S.I.F.
  • Não há garantia de procedência do animal abatido
  • Não há fiscalização de sua origem, garantindo a saúde do animal
  • Não há treinamento apropriado para realização do abate.
  • O animal não tem portanto um abate humanizado com a redução máxima de seu sofrimento.
  • O local não é adequado para realização do ato do abate.
  • O local também não possui os apetrechos necessários para seu preparo visando o consumo humano.

Afirmar ser um “ato religioso” desobriga o cumprimento da lei brasileira que combate o abate clandestino ?

Certamente que não!


A Lei Brasileira

O abate clandestino é crime!

Decreto-Lei nº 28/84 de 20-01-1984

CAPÍTULO II – Dos crimes contra a economia e contra a saúde pública
SECÇÃO II – Dos crimes em especial
SUBSECÇÃO I – Crimes contra a saúde pública
———-

Artigo 22.º – (Abate clandestino)
    1 – Quem abater animais para consumo público:
a) Sem a competente inspecção sanitária;
b) Fora de matadouros licenciados ou recintos a esse efeito destinados pelas autoridades competentes; ou
c) De espécies não habitualmente usadas para alimentação humanas;

Será punido com prisão até 3 anos e multa não inferior a 100 dias.
2 – Com a mesma pena será punido quem adquirir, para consumo público, carne dos animais abatidos nos termos do número anterior ou produtos com ela fabricados.
3 – Havendo negligência, a pena será de prisão até 1 ano e multa não inferior a 50 dias.
4 – A condenação pelos crimes previstos neste artigo implica sempre a perda dos animais abatidos ou dos respectivos produtos.
5 – A sentença será publicada.

fonte http://bdjur.almedina.net/item.php?field=node_id&value=1311415

A Lei Federal

“Praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos: Pena – detenção, de três meses a um ano, e multa. Incorre nas mesmas penas quem realiza experiência dolorosa ou cruel em animal vivo, ainda que para fins didáticos ou científicos, quando existirem recursos alternativos. A pena é aumentada de um sexto a um terço, se ocorre morte do animal”

Animal doméstico: são aqueles animais que através de processos tradicionais e sistematizados de manejo e melhoramento zootécnico tornaram-se domésticas, possuindo características biológicas e comportamentais em estreita dependência do homem, podendo inclusive apresentar aparência diferente da espécie silvestre que os originou.

  • Exemplos: gato, cachorro, cavalo, vaca, búfalo, carneiro, porco, galinha, pato, marreco, peru, avestruz, codorna-chinesa, perdiz-chucar, canário-belga, periquito-australiano, abelha-européia, escargot, manon, mandarim, agapornis, entre outros.

artigo 32 e 37 da Lei 9.605/1998.
“Não é crime o abate de animal, quando realizado em estado de necessidade, para saciar a fome do agente ou de sua família; para proteger lavouras, pomares e rebanhos da ação predatória ou destruidora de animais, desde que legal e expressamente autorizado pela autoridade competente; por ser nocivo o animal, desde que assim caracterizado pelo órgão competente”.

A Delegacia do Meio Ambiente, esclarece que o quando autuados em flagrante delito pela prática de crime contra as relações de consumo, nos termos do artigo 7º, inciso IX, da Lei 8137/90, obtém uma pena de detenção de dois a cinco anos ou multa”.

Sendo crime inafiançável, os infratores quando presos, são encaminhados de imediato a carceragem, para posteriormente serem apresentados em audiência de custódia.


[box type=”shadow”]

Conclusão

Esta prática fere tanto a Torá enquanto código religioso, portanto deixamos aqui nosso ato de repudio.

O abate de carneiros para Pessach(pascoa) não é pratica religiosa judaica!

[/box]

Em caso de dúvidas o que fazer ?

Se você é judeu consulte…

[box type=”shadow”]

Nem a FISESP como também nenhuma de suas entidades filiadas realizam sacrifícios de carneiros no Pessach(Pascoa).

www.fisesp.org.br/

[/box]

[box type=”shadow”]

Confirmado:

Judeus não fazem sacrifícios no Brasil e em nenhum outro lugar no mundo.

www.conib.org.br/

[/box]

Karaitas – consultem o Decano, autorizado para ensinar karaitas na América Latina.

[box type=”shadow”]
Daniel ben Immanuel (haKoheleth)

Decano do Departamento Latino
decano.ujc@kjuonline.com

Karaitas não realizam abates rituais.

[/box]

Mais informações junto a UJK – A única universidade Karaita no mundo.

[box type=”shadow”]

UJKUniversidade Judaica Karaita

decano.ujc@kjuonline.com ou texiankaraite@gmail.com

Estudantes da UJK não fazem sacrifícios matando carneiros.

[/box]

Karaitas devem consultar gratuitamente o Beit Din (Tribunal karaita) em Israel

[box type=”shadow”]

THE UNIVERSAL KARAITE JUDAISM

p.o.box 101, RAMLA 72100, TEL :08-9249104

karaite@bezeqint.net

Judeus karaitas não fazem sacrifícios na festa do Pessach(Pascoa)

[/box]

O lugar escolhido…

O Monte Gerizim! 

[box type=”shadow”]

Devarim(deut.)11:29-32

כט והיה כי יביאך יהוה אלהיך אל הארץ אשר אתה בא שמה לרשתה–ונתתה את הברכה על הר גרזים ואת הקללה על הר עיבל
ל הלא המה בעבר הירדן אחרי דרך מבוא השמש בארץ הכנעני הישב בערבה–מול הגלגל אצל אלוני מרה
לא כי אתם עברים את הירדן לבא לרשת את הארץ אשר יהוה אלהיכם נתן לכם וירשתם אתה וישבתם בה
לב ושמרתם לעשות את כל החקים ואת המשפטים אשר אנכי נתן לפניכם היום

29- E será que, quando o Shehmaa teu Elowweem te introduzir na terra, a que vais para possuí-la, então pronunciarás a bênção sobre o monte Gerizim, e a maldição sobre o monte Ebal.

30- Porventura não estão eles além do Jordão, junto ao caminho do pôr do sol, na terra dos cananeus, que habitam na campina defronte de Gilgal, junto aos carvalhais de Moré?

31- Porque passareis o Jordão para entrardes a possuir a terra, que vos dá o Shehmaa teu Elowweem; e a possuireis, e nela habitareis.

32- Tende, pois, cuidado em cumprir todos os estatutos e os juízos, que eu hoje vos proponho

[/box]

O lugar escolhido.

[box type=”shadow”]

Devarim (Deut) 27

א ויצו משה וזקני ישראל את העם לאמר שמר את כל המצוה אשר אנכי מצוה אתכם היום
ב והיה ביום אשר תעברו את הירדן אל הארץ אשר יהוה אלהיך נתן לך–והקמת לך אבנים גדלות ושדת אתם בשיד
ג וכתבת עליהן את כל דברי התורה הזאת–בעברך למען אשר תבא אל הארץ אשר יהוה אלהיך נתן לך ארץ זבת חלב ודבש כאשר דבר יהוה אלהי אבתיך לך
ד והיה בעברכם את הירדן תקימו את האבנים האלה אשר אנכי מצוה אתכם היום בהר עיבל ושדת אותם בשיד
ה ובנית שם מזבח ליהוה אלהיך מזבח אבנים לא תניף עליהם ברזל
ו אבנים שלמות תבנה את מזבח יהוה אלהיך והעלית עליו עולת ליהוה אלהיך
ז וזבחת שלמים ואכלת שם ושמחת לפני יהוה אלהיך
ח וכתבת על האבנים את כל דברי התורה הזאת–באר היטב {ס}
ט וידבר משה והכהנים הלוים אל כל ישראל לאמר הסכת ושמע ישראל היום הזה נהיית לעם ליהוה אלהיך
י ושמעת בקול יהוה אלהיך ועשית את מצותו ואת חקיו אשר אנכי מצוך היום {ס}

1- E deram ordem, Mooshe e os anciãos, ao povo de Israel, dizendo: Guardai todos estes mandamentos que hoje vos ordeno;

2- Será, pois, que, no dia em que passares o Jordão à terra que te der o Shehmaa teu Elowweem, levantar-te-ás umas pedras grandes, e as caiarás.

3- E, havendo-o passado, escreverás nelas todas as palavras desta lei, para entrares na terra que te der o Shehmaa teu Elowweem, terra que mana leite e mel, como te falou o Shehmaa Elowweem de teus pais.

4- Será, pois, que, quando houveres passado o Jordão, levantareis estas pedras, que hoje vos ordeno, no monte Gerizim, e as caiarás.

5- E ali edificarás um altar ao Shehmaa teu Elowweem, um altar de pedras; não alçarás instrumento de ferro sobre elas.

6- De pedras brutas edificarás o altar do Shehmaa teu Elowweem; e sobre ele oferecerás holocaustos ao Shehmaa teu Elowweem.

7- Também sacrificarás ofertas pacíficas, e ali comerás perante o Senhor teu Deus, e te alegrarás.

8- E naquelas pedras escreverás todas as palavras desta lei, exprimindo-as nitidamente.

9 Falou mais Mooshe, juntamente com os sacerdotes levitas, a todo o Israel, dizendo: Guarda silêncio e ouve, ó Israel! Hoje vieste a ser povo do Shehmaa teu Elowweem.

10- Portanto obedecerás à voz do Shehmaa teu Elowweem, e cumprirás os seus mandamentos e os seus estatutos que hoje te ordeno.

[/box]

KARAITAS NÃO MATAM CARNEIROS!

EM NENHUM LUGAR DO MUNDO, ABSOLUTAMENTE NENHUM GRUPO JUDAICO KARAITA VERDADEIRO REALIZA ABATE DE CARNEIROS PARA A FESTA DO PESSACH(Pascoa).

Verdadeiros Judeus e Karaitas tem algo em comum… NÃO ABATEM CARNEIROS PARA O PESSACH!

O abate clandestino fere as leis brasileiras, portanto, DENUNCIE!

[box type=”shadow”]

FUNDAMENTOXERRO

O grande erro desses brasileiros é não terem quem realmente lhes ensine a Torá!

E por desconhecer a Torá fazem as coisas “segundo seus próprios olhos“.

Devarim(Deut) 12:5-8

ה כי אם אל המקום אשר יבחר יהוה אלהיכם מכל שבטיכם לשום את שמו שם–לשכנו תדרשו ובאת שמה
ו והבאתם שמה עלתיכם וזבחיכם ואת מעשרתיכם ואת תרומת ידכם ונדריכם ונדבתיכם ובכרת בקרכם וצאנכם
ז ואכלתם שם לפני יהוה אלהיכם ושמחתם בכל משלח ידכם אתם ובתיכם–אשר ברכך יהוה אלהיך
ח לא תעשון–ככל אשר אנחנו עשים פה היום איש כל הישר בעיניו

5- Mas o lugar que o Shehmaa vosso Elowweem escolher de todas as vossas tribos, para ali pôr o seu nome, buscareis, para sua habitação, e ali vireis.

6- E ali trareis os vossos holocaustos, e os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos, e a oferta alçada da vossa mão, e os vossos votos, e as vossas ofertas voluntárias, e os primogênitos das vossas vacas e das vossas ovelhas.

7- E ali comereis perante o Shehmaa vosso Elowweem, e vos alegrareis em tudo em que puserdes a vossa mão, vós e as vossas casas, no que abençoar o Shehmaa vosso Elowweem.

8- Não fareis conforme a tudo o que hoje fazemos aqui, cada qual tudo o que bem parece aos seus olhos.

O verso 8 revela exatamente a realidade dos que “desconhecem a Torá” e que querem fazer “cada qual tudo o que bem parece aos seus olhos“.

Mas o verso 5 revela que não se pode fazer isso em qualquer local

5- Mas o lugar que o Shehmaa vosso Elowweem escolher de todas as vossas tribos, para ali pôr o seu nome, buscareis, para sua habitação, e ali vireis.
[/box]

[box type=”shadow”]

Quem participa:

  • Faz o animal sofrer.
  • Põe em risco sua saúde. 
  • Desrespeita o animal.
  • Comete crime contra a saúde pública.
  • Transgride contra a Torá.

DENUNCIE

DISQUE 190.

[/box]

O Pessach

Êxodo 12:14-15

מצרים
יד והיה היום הזה לכם לזכרון וחגתם אתו חג ליהוה לדרתיכם חקת עולם תחגהו
טו שבעת ימים מצות תאכלו–אך ביום הראשון תשביתו שאר מבתיכם כי כל אכל חמץ ונכרתה הנפש ההוא מישראל–מיום הראשן עד יום השבעי

14
 E este dia vos será por memória, e celebrá-lo-eis por festa ao Senhor; nas vossas gerações o celebrareis por estatuto perpétuo.
15 Sete dias comereis pães ázimos; ao primeiro dia tirareis o fermento das vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, desde o primeiro até ao sétimo dia, aquela alma será cortada de Israel.

Êxodo 12:17-20

יז ושמרתם את המצות כי בעצם היום הזה הוצאתי את צבאותיכם מארץ מצרים ושמרתם את היום הזה לדרתיכם–חקת עולם
יח בראשן בארבעה עשר יום לחדש בערב תאכלו מצת עד יום האחד ועשרים לחדש–בערב
יט שבעת ימים–שאר לא ימצא בבתיכם כי כל אכל מחמצת ונכרתה הנפש ההוא מעדת ישראל–בגר ובאזרח הארץ
כ כל מחמצת לא תאכלו בכל מושבתיכם תאכלו מצות {פ}

17 Guardai pois a festa dos pães ázimos, porque naquele mesmo dia tirei vossos exércitos da terra do Egito; pelo que guardareis a este dia nas vossas gerações por estatuto perpétuo.
18 No primeiro mês, aos catorze dias do mês, à tarde, comereis pães ázimos até vinte e um do mês à tarde.
19 Por sete dias não se ache nenhum fermento nas vossas casas; porque qualquer que comer pão levedado, aquela alma será cortada da congregação de Israel, assim o estrangeiro como o natural da terra.
20 Nenhuma coisa levedada comereis; em todas as vossas habitações comereis pães ázimos.

ATENÇÃO: SÓ EM ISRAEL O CARNEIRO PODE SER ABATIDO!

NÃO SE DEVE ABATER CARNEIROS NO BRASIL!
NÃO PARTICIPE DESSE ATO PROFANO!

Devarim (Deut.) 12:13-14

 יג השמר לך פן תעלה עלתיך בכל מקום אשר תראה
יד כי אם במקום אשר יבחר יהוה באחד שבטיך–שם תעלה עלתיך ושם תעשה כל אשר אנכי מצוך

13 Guarda-te, que não ofereças os teus holocaustos em todo o lugar que vires;
14 Mas no lugar que Shehmaa escolher numa das tuas tribos ali oferecerás os teus holocaustos, e ali farás tudo o que te ordeno.

É o verdadeiro Ano novo

Êxodo 12

א ויאמר יהוה אל משה ואל אהרן בארץ מצרים לאמר
ב החדש הזה לכם ראש חדשים ראשון הוא לכם לחדשי השנה

1 E falou o Senhor a Moisés e a Arão na terra do Egito, dizendo:
2 Este mesmo mês vos será o princípio dos meses; este vos será o primeiro dos meses do ano.

Hoje estamos no ano de 3655, e na festa de Pessach!

Na noite do Pessach estaremos adentrando ao novo ano bíblico, contados os  3656 anos desde a entrada do povo hebreu na terra prometida!

Será uma noite muito especial, junte sua família!

As famílias que forem próximas, unam e façam um jantar comunitário em sua comunidade local!

É chegado o Pessach!

Saiba mais em https://www.udemy.com/user/0daef586-8ed0-43e0-9580-4e39c0124018/

 

Todos os anos, a antiga Comunidade Samaritana em Israel continua a tradição bíblica do sacrifício durante o Festival de Páscoa

Peter Darg relata com detalhes gráficos de vídeo como muitas das práticas bíblicas sofreram e foram preservados através dos séculos.

Esse vídeo é como ir em uma máquina do tempo de volta para o antigo Israel.